10 dicas para upgrade em CFTV Analógico (atualizado)

10 dicas para upgrade em CFTV Analógico (atualizado)

Com a evolução dos sistemas de segurança analógicos , o mercado foi invadido por sistemas HD, que utilizam a mesma infraestrutura dos sistemas analógicos mas com imagens em alta definição .

Nosso objetivo é passar algumas dicas importantes para se obter ótimos resultados se observados alguns detalhes:

1: posso reaproveitar toda a infraestrutura?

Não , muitos componentes devem ser revisados :

1.Cabos coaxiais com oxidação ou zinabre, emendas e capa externa exposta a intempéries por muito tempo .

Se você vai optar por manter cabos coaxiais a melhor escolha são os cabos betacavi que possuem 10 anos de garantia, são indicados para uso externo entre diversas vantagens!

https://www.betacavi.com/pt-br/

No caso de cabos par trançado estamos homologando e indicamos os cabos Prysmiam UC Home que são 100% cobre e também dispõe de versão para uso externo

https://br.prysmiangroup.com/catalogo-de-produto

São as maiores causas de queima de fontes ou fusíveis  e a interferências

2.Cabos utp internos usados em tubulações externas e muitas vezes subterrâneas .

Cabos utp mesmo que de ótima qualidade podem sofrer interferências e NUNCA devem conduzir alimentação em seus pares salvo com uso de Power Baluns

3.Fontes de alimentação ?

Modelos subdimensionadas  ou com problemas de filtragem, sem aterramento ou proteção .

As famosas colmeias baratas são as campeãs de problemas , mas em sistemas antigos é comum encontrarmos fontes estabilizadas ( com transformador) sem proteção e em caso de curto não se desligam.

Indicamos as fontes Fasgold como uma ótima opção custo beneficio e principalmente pela sua equipe de suporte presente em todo país.

http://www.fasgold.com.br/

4.Baluns são os mesmos ?

Não são, e estes são pequenos itens por vezes esquecidos, os sistemas HD utilizam uma frequência diferente dos analógicos de baixa definição e muitas vezes estes baluns estreitam a transmissão das imagens, causando perda de distância de transmissão e até mesmo de cores nas imagens .

Existem várias opções de baluns no mercado e por pouca diferença de custo o resultado é muito melhor .

5.Posso aproveitar o HD ( disco rígido ) do DVR antigo ?

Um dos maiores erros , quando migramos de um sistema com resolução CIF para por exemplo um 720p o consumo de disco se multiplica também é e aí que muitos desejam economizar.

Durante minhas viagens pelo Brasil, fui acompanhado muitas vezes pelo instrutor da Seagate Osvaldo Júnior e podemos trocar muitas experiências!

E comum um gravador apresentar falha no mouse, travar na inicialização ou até mesmo desligar .

Falando em desligar e o Nobreak?

Homologamos e indicamos a LACERDA Sistemas de energia que possuem diversos modelos de Nobreaks voltados para nosso mercado!

http://www.lacerdasistemas.com.br/

Alguns fabricantes oferecem funções avançadas de detecção de disco e que inclusive leem as instruções S.M.A.R.T apresentando inclusive dias de uso, temperatura e executando testes de superfície .

Substituir o disco por um apropriado deveria ser a meu ver uma obrigação no caso de upgrade de gravador e sempre ficar atento a valores muito abaixo do mercado em caso de discos novos.

Discos desenvolvidos para vídeo monitoramento tem um MTBF elevado e suportam até 64 streams de gravação simultâneas

Além disso tem garantias de até 3 anos .

E muito importante observar ao calcular os dias de gravação do seu sistema se o mesmo tem suporte a gravação H265 ou H264+.

Isso resultará em economia de até 50% no espaço de disco e o dobro de dias de gravação se comparado ao H264.

6.DVR , XVR , HVR e outras siglas são iguais ?

Na verdade com exceção de DVR ( digital vídeo recorder) e NVR (network vídeo recorder) que são tecnologias diferentes, as demais siglas são muitas vezes meras marcas comerciais.

Porem eles são o cérebro dá solução é responsáveis pela Visualização, gravação  e em alguns casos ate pela edição das imagens.

Muitas vezes você encontrará no mercado DVRs iguais na sua aparência mas com resultados muito diferentes.

Em nosso país possuímos poucos fabricantes realmente de CFTV, a maioria são importados e muitas vezes por empresas que vem de outros segmentos e isso resulta em muitos equipamentos de baixíssima qualidade .

Portanto escolha equipamentos de fabricantes ou distribuidores confiáveis e fique atento as entrelinhas das características técnicas.

Outro ponto importante é o fato de fabricantes como a Hikvision oferecerem câmeras analógicas em até 5mp com menu OSD e lente motorizada , para estes recursos o DVR deve ter o protocolo Coaxitron que só é compatível com os próprios DVR dá marca .

Utilizar câmeras desta tecnologia em DVR de outra marca irá anular estes importantes recursos.

Sendo assim este item merece atenção especial em algumas características:

7.Resolução?

Muitos equipamentos apresentam resoluções diferentes de visualização e de gravação e siglas que confundem como 1080P e 1080N, parecidas apenas na escrita mas com valores muito diferentes .

8.  Tecnologias de câmeras compatíveis: mais uma chuva de siglas.. multi HD, open HD, ECD, Turbo HD e muitas outras. São termos comerciais e o que devemos levar em conta são os padrões de imagens que são siglas HDCVI, AHD, HDTVI , HDSDI e CVBS .

Na pratica entenda que cada fabricante antes dos gravadores multi plataforma usavam apenas um padrão e isso se manteve por muito tempo então podemos citar alguns exemplos :

A Hikvision sempre desenvolveu o padrão HDTVI , portanto sempre câmeras Hikvision HDTVI vão oferecer melhor imagem em seus equipamentos.

A Dahua por sua vez desenvolveu o HDCVI e  também câmeras Dahua HDCVI vão apresentar imagens melhores em seus dvrs.

Portanto usar um mesmo fabricante da solução câmera  e gravador e uma escolha sábia.

9.Largura de banda de rede suportada.

Atualmente todos clientes tem interesse em monitorar remotamente seus locais  e para isso sua infraestrutura de rede e internet de ter capacidade para isso.

Muitas vezes empresas são contratadas para monitorar seu equipamento externamente.

São comuns reclamações que no celular ou em um computador a imagem não tem a mesma fluência e qualidade.

O hardware de muitos gravadores não suportam processar o sinal localmente e ter várias conexões simultâneas em rede.

10.Cloud e DDNS:

Com a evolução do CFTV ter acesso remoto e algo fundamental , os smartphones evoluíram muito também e as conexões de dados.

No entanto para que se obtenha fluência e qualidade nas imagens e muito  importante configurar corretamente o stream do seu equipamento de acordo com os limites de hardware e rede do mesmo.

Atualmente as operadoras de telefonia e internet tem limitado as funções de redirecionamento de portas e isso é justificável?

Imagine uma pequena empresa com 8 câmeras:

•Cada câmera com um bitrate de 2048mb

•4 Funcionários acessando via DDNS diretamente o DVR.

Teremos um consumo absurdo de banda onde muitas vezes o router terá de ser reiniciado.

Com a função Cloud , dispositivo utiliza apenas uma conexão entre o dispositivo e o servidor.

E muito importante escolher uma marca com servidor robusto  que ofereça mais que apenas um direcionamento de portas .

Existem fabricantes que oferecem um serviço de controle de usuários a serem conectados aos dispositivos além de reprodução das gravações no próprio site .

Pense que o Cloud é o futuro do acesso a dispositivos conectados e que sua segurança e muito maior .

Nos equipamentos que utilizam o sistema de DDNS apenas com o domínio , usuário e senha já é possível se conectar .

Outros fabricantes mesmo em Cloud permitem que com a simples leitura do qrcode do dispositivo seu acesso seja liberado.

A escolha dá marca e muito importante para o sucesso dá solução.

Nosso blog já conta com análise de diversos equipamentos de uma forma imparcial para lhes ajudar na escolha !

A baixo alguns artigos com assuntos ligados a upgrade de sistemas:

https://www.cftvbrasilclube.com.br/tudo-sobre-hikvision/

https://www.cftvbrasilclube.com.br/tudo-sobre-cabeamento-selecao-de-artigos/

https://www.cftvbrasilclube.com.br/tudo-sobre-discos-para-seguranca-eletronica/

Este post tem um comentário

Deixe uma resposta